Inversores fotovoltaicos de baixa potência: conheça as vantagens desses modelos

Inversores fotovoltaicos de baixa potência: conheça as vantagens desses modelos

Inversores fotovoltaicos de baixa potência: conheça as vantagens desses modelos

A energia solar vem se popularizando cada vez mais — e, ao contrário do que muitos pensam, ela não está disponível somente para grandes usinas de energia. É possível criar e implantar um projeto de custo acessível em pequenas ou médias empresas e residências de baixo orçamento. Isso ocorre graças aos inversores fotovoltaicos de baixa potência.

O post de hoje é direcionado exclusivamente a explicar para você as características desse equipamento e a sua utilização como solução para a implantação de um sistema de geração de energia solar em residências e empresas. Continue a leitura e confira!

O que é um inversor fotovoltaico de baixa potência?

O inversor fotovoltaico tem como objetivo coletar a corrente contínua gerada nos módulos fotovoltaicos e transformá-la em corrente alternada. Dessa forma, é viabilizada sua utilização em paralelo com a rede elétrica.

Isso se faz necessário para que haja a compatibilidade entre a eletricidade gerada pelo sistema de captação de energia fotovoltaica e os aparelhos dentro da empresa ou residência. Dessa forma todos os equipamentos elétricos alimentados pelo sistema elétrico da residência poderão consumir a energia fotovoltaica gerada instantaneamente.

O inversor fotovoltaico de baixa potência é um aparelho que realiza essa transformação em um nível mais baixo do que o necessário em locais onde é gerada muita energia. Ou seja: são voltados para pequenas produções e implementados em geração distribuída, ou seja, funcionam on grid, conectados à companhia de distribuição de energia elétrica.

Na hora de buscar por um aparelho como esse, é preciso estar atento ao selo do Inmetro, que garante a qualidade do equipamento. Qualquer inversor, seja de baixa potência ou não, deve contar com ele.

O que o diferencia?

O principal diferencial em relação aos modelos maiores e com mais potência de conversão é o preço. Os inversores fotovoltaicos de baixa potência são menores e “trabalham” com menores correntes — dessa forma, são mais baratos.

Outro ponto que pode ser tratado como diferencial é seu tamanho reduzido em relação aos demais aparelhos que realizam a conversão de corrente. Isso facilita sua instalação e manutenção.

Quais são suas vantagens?

Quando falamos sobre um inversor fotovoltaico de baixa potência, estamos nos referindo a uma solução que é porta de entrada para quem deseja ingressar no universo da produção de sua própria energia e sua principal vantagem é, de longe, o custo de instalação.

Sendo assim, muitos empresários e proprietários de residências querem experimentar as maravilhas da geração de energia in loco por meio de módulos fotovoltaicos, mas os recursos para um grande projeto podem inviabilizar esta ideia.

Por conta disso, investir em um sistema que utilize um inversor fotovoltaico de baixa potência pode ser a solução. A versatilidade e o baixo custo do dispositivo tornam-se grandes vantagens para quem está pensando em investir, minimizando a necessidade de altos investimentos para levar o projeto adiante.

Como tem menor potência, esse aparelho necessita de um número menor de módulos para ser alimentado. Além disso, sua instalação é mais barata e requer menos mão de obra, o que reduz os gastos.

Em quais casos são indicados?

Em cada caso, existe um determinado consumo de energia. Se compararmos o volume de eletricidade consumido em uma residência com o de uma indústria, por exemplo, poderemos observar que a empresa gasta muito mais.

Em cada caso, vão ser necessários um determinado número de módulos fotovoltaicos e um inversor que possa dar suporte ao número de painéis solares instalados.

Os inversores fotovoltaicos de baixa potência são indicados principalmente para quem demanda baixo consumo de energia. São ideais para uma residência ou pequena e média empresa brasileira.

Já para uma indústria, na qual o consumo energético é alto, esse equipamento não seria indicado, sendo necessários investimentos mais altos em um inversor de maior potência.

Como se dá sua instalação?

Como o tamanho de todo o sistema é relativamente pequeno em relação aos grandes projetos — e o inversor fotovoltaico de baixa potência trabalha com poucos painéis —, sua instalação é relativamente simples.

Não há muita necessidade de configuração e o sistema é basicamente plug and play, ou seja, basta realizar a conexão de todos os itens para que eles comecem a funcionar. A simplicidade é um dos princípios básicos do aparelho.

Mesmo que sua instalação seja relativamente fácil, é preciso destacar que a presença de um profissional habilitado e qualificado é essencial para que não haja falhas capazes de prejudicar o funcionamento do equipamento e levar a prejuízos.

E a manutenção?

Assim como instalar, realizar a manutenção de um sistema como esse é bem simples. Mas tal processo precisa ser conduzido por profissionais especialistas no assunto e que possam avaliar constantemente o sistema.

O ideal é que, na hora de comprá-lo, a pessoa busque por uma empresa que realize a instalação e mantenha o acompanhamento periódico. Assim, será possível garantir que os equipamentos estejam em pleno funcionamento e evitar falhas ou demais situações que possam prejudicar o sistema.

Além disso, é importante verificar a disponibilidade do fabricante para realizar qualquer contato a fim de sanar dúvidas e auxiliar na instalação dos equipamentos.

Existem exemplos de utilização?

mercado de geração de energia solar só cresce, sendo que as vantagens desse tipo de instalação já são observadas pelos governos. Com o surgimento dos inversores fotovoltaicos de baixa potência, apareceram também oportunidades de melhorar a vida de famílias de baixa renda, minimizando seus gastos com energia elétrica.

Em março de 2017, a prefeitura de Curitiba entregou 26 unidades habitacionais (de um total de 125) com inversores fotovoltaicos de baixa potência e painéis para a geração de energia solar individualizados.

Além disso, os projetos financiados pela Caixa Econômica Federal no Minha Casa, Minha Vida estão recebendo incentivos para a instalação de equipamentos de geração de energia solar.

Isso demonstra que os sistemas fotovoltaicos vieram para ficar e serão mais presentes em nossas vidas a cada ano. Cada vez mais o mundo se direciona para a busca de geração de uma energia limpa.

Os inversores fotovoltaicos de baixa potência são ótimas opções para quem busca iniciar seus investimentos na geração de energia solar em uma residência ou em uma pequena e média empresa.

ecoSolys conta com alguns modelos básicos de inversores que podem ser utilizados em variados projetos. Entre em contato conosco e veja o que podemos fazer por você!