Inversores solares: saiba como escolher a potência certa

Inversores solares: saiba como escolher a potência certa

Inversores solares: saiba como escolher a potência certa

Seja para se tornarem independentes dos constantes aumentos do quilowatt-hora, seja para buscar uma fonte limpa de energia, muitos consumidores brasileiros têm investido na energia fotovoltaica. Esse é um investimento de um valor considerável e de retorno garantido, por isso equipamentos de qualidade são essenciais.

No post de hoje, separamos as principais informações sobre os inversores solares e como escolher a potência ideal. Fique atento a essas dicas!

O que é o inversor solar e qual a sua função?

A matéria-prima da energia fotovoltaica é a luz do sol. Ela é captada por painéis fotovoltaicos que, em geral, são instalados nas coberturas e telhados de residências. Esses painéis são feitos de material semicondutor e são capazes de transformar a energia irradiante do sol em eletricidade.

Essa corrente gerada nos módulos é contínua (CC) e deve ser convertida para corrente alternada (CA) para estar no padrão da distribuidora de energia. Sem o inversor, nada do que depende de energia elétrica funciona. Por comparação, ele pode ser visto como um coração que conduz a corrente a outras partes do sistema.

Os inversores também cumprem um papel de segurança do sistema porque o seu funcionamento interno faz a proteção contra a variação de tensão, corrente e frequência. Além disso, eles impedem que a CC seja injetada na rede e verificam os parâmetros que chegam à concessionária de energia.

A natureza sensível da composição eletrônica exige que esses equipamentos sejam instalados ao abrigo da exposição direta ao calor do sol e da precipitação de chuvas. O local ideal é sob a cobertura, desde que haja ventilação, já que o aquecimento normal de eletrônicos pode se tornar um superaquecimento em locais abafados. O cuidado com o cabeamento também é essencial e os cabos que saem dos módulos e chegam aos inversores devem ser protegidos por conduítes próprios.

Quais os tipos de inversores solares existentes?

Os inversores podem ser caracterizados pela sua conexão à rede e pela potência. Sobre isso, veja mais abaixo.

Conexão à rede

Os tipos principais de inversores são o Off Grid e o On Grid. O Off não se conecta à rede concessionária e é ligado a baterias que fornecem energia para o sistema. Esse modelo é ideal para regiões remotas onde a distribuição da concessionária não chega e o acesso à eletricidade é mais difícil. Esse equipamento não pode ser usado no lugar de um inversor On Grid.

ecoSolys fabrica exclusivamente equipamentos On Grid ou Grid Tie que são conectados à rede. Essa interação dos inversores permite que seja feita a troca de energia com a rede. Após a homologação do sistema e a troca do relógio pelo modelo bidirecional, toda a eletricidade produzida em excesso é enviada para a concessionária.

Assim, esse excedente é transformado em créditos, que podem virar desconto na fatura energética ou podem voltar para o sistema, caso a demanda por energia aumente.

Existem ainda modelos não tão comuns, como o híbrido e o microinversor. Como já sugere o nome, o inversor híbrido pode ser conectado à rede e consegue fornecer energia direto do banco de baterias. Em caso de queda de tensão, as baterias alimentam o sistema.

Já o microinversor só pode ser ligado a um módulo solar. Ele é mais encontrado em usinas solares, onde é vantajoso por agilizar a detecção de um painel defeituoso e por dificultar a propagação de eventuais problemas elétricos.

Potência

A potência do inversor determina a quantidade de painéis solares que podem sem conectados a ele. Quanto maior a sua potência de fábrica, mais módulos podem ser instalados. Até o momento, a ecoSolystrabalha com dois modelos, o ecos1000 e o ecos2000, que basicamente se diferenciam pela potência de geração, 1000 W e 2000 W, respectivamente.

Na Feira e Congresso Intersolar South America, que neste ano ocorrerá na cidade de São Paulo, entre os dias 28 e 30 de agosto, a ecoSolys apresentará novos inversores de maior potência. Esse evento reúne expositores internacionais que exibem as principais novidades na área de tecnologia solar.

O que avaliar para escolher o inversor solar certo para a minha instalação?

Sendo um equipamento imprescindível para a manutenção da eletricidade de fonte solar, o primeiro aspecto que deve ser verificado é se o produto que será escolhido tem certificação do Inmetro. Esse selo garante que o inversor passou pelos ensaios de segurança que as normas da área exigem.

Após isso, é preciso determinar, por meio do dimensionamento do projeto, qual a potência do inversor necessária. Isso é feito levando em conta o local onde as placas solares são fixadas e considerando o consumo médio mensal do cliente.

Há terrenos onde o sombreamento causado por vegetações ou por outras construções prejudica a eficiência da produção de eletricidade. Assim, usando softwares especializados, são feitas simulações que considerem possíveis remoções dos elementos que causam sombra ou novo posicionamento da estrutura, incluindo diferentes orientações e ângulos de inclinação.

Para escolher a potência do inversor, além do consumo de eletricidade, é preciso considerar a possibilidade de ampliação do sistema. Em residências maiores, é comum que num primeiro momento somente parte do consumo seja alimentado pelo sistema fotovoltaico. Mas após ver a economia com a conta de luz, muito provavelmente o cliente desejará que toda a eletricidade usada seja solar.

Já em residências menores, com poucos moradores, ou em casas que os residentes passam a maior parte do dia fora, os inversores como o ecos1000 suprem a necessidade. Até para um acréscimo não tão significativo, esse equipamento pode ser mantido, já que os projetistas preveem um limite para o superdimensionamento. Isso consiste em instalar placas que somem uma potência maior que a potência nominal de entrada do inversor. Para essa situação, a potência de saída permanece a mesma.

Agora que você já sabe as principais informações sobre os inversores solares e o que deve ser considerado na hora de escolher o equipamento perfeito, tenha em mente que a qualidade desse componente influencia a eficiência do seu sistema!

Gostou deste conteúdo? Então, venha conhecer os modelos de inversores que fabricamos!